Programa de Voluntariado Corporativo

Os primeiros registros sobre a atuação dos voluntários da Cargill são de 1997, quando grupos de funcionários organizados em algumas filiais realizaram a entrega de kits de material escolar aos estudantes da rede pública municipal. A Cargill adquiria estes kits e os voluntários se mobilizavam para a distribuição do material às crianças.

Em 1999, com a criação do Programa Fura-Bolo de estímulo a leitura, os voluntários  iniciaram sua atuação organizada nas escolas das redes públicas municipais. Além da distribuição dos livros da coleção Fura-bolo, eles também realizavam atividades lúdicas relacionadas à alimentação saudável.

A partir de 2004, além do Programa Fura-Bolo, os voluntários passaram a atuar no programa “de grão em grão”, que inicialmente atendia as mesmas escolas do Programa Fura-Bolo, com uma proposta pedagógica que envolvia a construção e manutenção de hortas escolares.

Até 2014, os voluntários atuavam exclusivamente no programa “de grão em grão” e em atividades relacionadas aos projetos e programas apoiados ou executados pela Fundação Cargill.  A partir de 2015, os voluntários ganharam uma nova possibilidade de atuação, por meio da realização de oficinas. Com isso, o Programa de Voluntariado Corporativo fechou o ano de 2016 com 600 voluntários que trabalharam mais de 3 mil horas e beneficiaram mais de 10 mil pessoas.

X